As mulheres nomeadas… todas são prostitutas?

Decididamente: esse é o ponto de vista segundo o qual as mulheres gregas cujo nome foi preservado por escrito são necessariamente cortesãs de vida difícil… É possível, com efeito, ler em uma obra dedicada às inscrições gravadas ou pintadas sobre os vasos: “An ancient Greek woman recorded on a jar for pouring liquid, for instance wine, in a fervent statement of her beauty is a priori likely to be a hetaera” [“Uma mulher da Antiguidade Grega gravada sobre uma jarra para verter líquido, por exemplo, vinho, com uma fervente declaração a respeito de sua beleza é, a priori, provavelmente, uma hetaira”] (Wachter Rudolf, Non-Attic Greek Vase Inscriptions, Oxford, 2001, p. 223). O autor, de fato, comenta uma inscrição conservada em um vaso de Rodes (New York, MMA 06.1116), que faz referência a uma mulher sublinhando sua beleza e chamando-a de “aquela que vem de Brasos”. O autor, em seguida, acrescenta: “If a woman on Rhodes is called after a local place in the countryside, this name is likely to be a nickname and the person fairly well known, which supports the interpretation as a hetaera” [“Se uma mulher de Rodes é nomeada a partir de um local situado numa região rural, esse nome é provavelmente um apelido e a pessoa é bem conhecida, o que corrobora com a interpretação de que é uma hetaira”]. Harmonizar, então, a inscrição em questão com outro grafite rodiano, conservado sobre uma taça, que proclama: “Eu sou a taça colorida da bela Filtô”, isso pressupõe que também Filtô seja necessariamente uma hetaira.

Os principais pressupostos que subjazem ao raciocínio do autor são:

– uma mulher cujo nome está escrito sobre um vaso utilizado em um banquete é uma cortesã

– uma mulher em que se destaca a beleza é uma cortesã (algo que não se diria a respeito de um homem qualificado como “καλός” em um vaso!)

– uma mulher de renome provavelmente é uma cortesã

A criação da base Eurykleia visa precisamente evitar esse tipo de viés que orienta com frequência a análise das fontes antigas e distorce assim a nossa compreensão do papel ativo em que atuam as mulheres na sociedade. Não, o nome não faz a hetaira!

Adeline Grand-Clément

langfr-225px-Flag_of_France.svg

Publicités

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s